HISTORIA DO VIDRO

Origem


O vidro é uma das descobertas mais surpreendentes do homem e sua história é cheia de mistérios. Embora os historiadores não disponham de dados precisos sobre a sua origem, foram descobertos objetos de vidro nas necrópoles egípcias, por isso imagina-se que o vidro já era conhecido há pelo menos 4.000 anos antes da Era Cristã.

Alguns autores apontam os navegadores como os precursores da indústria do vidro. A origem teria sido casual: ao preparar uma fogueira numa praia nas costas da Síria para aquecer suas refeições, improvisaram fogões usando blocos de salitre e soda. Passado algum tempo, notaram que do fogo escoria uma substância brilhante que se solidificava imediatamente. Estaria então descoberto o vidro que, com sua beleza, funcionalidade e múltiplas aplicações, passaria definitivamente a fazer parte do cotidiano de todos nós.


Desenvolvimento


Durante o Império Romano, houve um grande desenvolvimento dessa atividade, com apogeu no século XIII, em Veneza . Após incêndios provocados pelos fornos de vidro da época, a indústria de vidros foi transferida para Murano, ilha próxima de Veneza. As vidrarias de Murano produziam vidros em diversas cores, um marco na história do vidro, e a fama de seus cristais e espelhos perduram até hoje.

A França já fabricava o vidro desde a época dos romanos, porém só no final do século XVIII foi que a indústria prosperou e alcançou um grau de perfeição notável. Em meados desse século, o rei francês Luís XIV reuniu alguns mestres vidreiros e montou a Companhia de Saint-Gobain, uma das mais antigas empresas do mundo, hoje uma companhia privada.

A grande indústria moderna do vidro surgiu com a revolução industrial e a mecanização dos processos. Nos anos 50, na Inglaterra, a Pilkington inventou o processo para produção do vidro float, conhecido também como cristal, que revolucionou a tecnologia dessa próspera indústria.

Brasil


A primeira indústria vidreira no Brasil foi a Vidraria São Paulo, na cidade do Rio de Janeiro, no século XIX.

A indústria francesa “Saint-Gobain” e a inglesa “Pilkington” uniram suas forças no ano de 1982 para construir a CEBRACE (Companhia Brasileira de Cristais), primeira fábrica de vidro float do Brasil, montada na região do Vale do Paraíba no Estado de São Paulo, sendo nesta época, a primeira linha construída em Jacareí, a segunda em Caçapava, em 1989 e a terceira novamente em Jacareí, já em 1996. Em 1998 instalou-se em Porto Real Estado do Rio de Janeiro a primeira unidade no Brasil da americana GUARDIAN.

Atualmente as quatro unidades instaladas no Brasil podem produzir até 2.400 toneladas de vidro float por dia.

Já os vidros impressos, com textura decorativa em relevo em uma das faces, são produzidos pela UBV - União Brasileira de Vidros, desde 1957.